By LAURA LEITE FDN-P, KRESSER INSTITUTE Trained Provider

Obrigada pela sua visita e Bem-vindos!

Meu nome é Laura Mattos Leite, sou Brasileira, credenciada em Functional Diagnostic Nutrition, e também em Medicina Funcional e Evolutiva pelo Instituto Kresser. Esta é a minha história:

A Vida Atlética: Meu Escudo de Invencibilidade! Só que não..

Por algum tempo, eu nutria uma crença de que o que me deixava imune a qualquer doença era o exercício físico. Essa crença tornou-se ainda mais forte depois que eu me tornei Personal Trainer e Instrutora de Pilates. Eu acreditava que o exercício físico me dava um "crédito" que eu poderia gastar consumindo em excesso o glúten, açúcar e não valorizando muito o sono.

Na verdade, eu nunca consegui consumir doces, sobremesas e amidos moderadamente como as pessoas “normais” a minha volta. Sempre tive a vontade de aproveitar o momento compulsivamente até não conseguir mais comer. Eu pensava: bem, depois eu corro alguns kilometros amanhã, vai ficar tudo ok. Eu acreditava que conseguir queimar as gorduras excessivas seria a solução para tudo, e não sabia que eu estva aumentando o índice inflamatório do meu corpo.

Esses hábitos pareciam "ok" por um tempo até que ... durante uma viagem à Índia, fui afetada por alergias que me acordavam no meio da noite. Meu corpo coberto de manchas vermelhas, com a sensação de milhares de agulhas quentes na minha pele. Comecei a consultar com um médico lá e, pela primeira vez, recebi uma sugestão de eliminar o glúten da minha dieta. 

Glúten-free, e o Despertar da Curiosidade

Como eu me senti muito melhor sem glúten, tanto fisicamente quanto na minha capacidade de focar minha mente, fiquei super curiosa. Comecei a estudar e acabei tornando-me uma Personal Trainer certificada e Coach em Saúde, com foco na Nutrição Esportiva.

Através de meus próprios hábitos de dieta percebi que cada refeição fazia diferença em como eu me sentiria naquele dia e no dia seguinte.

Com o passar do tempo, descobri que quando eu era consistente com uma “comida limpa" por um tempo mais longo, melhorava a maneira como eu me sentia naquele mês ou naquela estação do ano.

Encontrando Meu Limite Inflamatório

Comecei a observar que a maioria de nós parecia ter um tanque de armazenamento de toxinas, ou um limiar inflamatório, que começa a preencher-se quando nascemos. Quando transborda, os sintomas começam. Para muitos, o tanque transborda na infância, na adolescência ou por volta dos quarenta, ou cinquenta anos. Para mim, começou quando eu tinha cerca de 27 anos.

Eu fiz apenas uma única mudança de eliminar o glúten. Assim eu me senti muito melhor e nunca mais tive nenhuma reação alérgica na minha pele. Eu ainda sentia indigestão de vez em quando, mas não sabia o que mais eu poderia fazer. 

Inspiração Do Meu Pai e As Raízes Paleo

Por causa do meu fascínio pela perspectiva evolutiva das dietas humanas, em 2009 comecei meu próprio estudo em biologia evolutiva e dietas tradicionais de comunidades indígenas e paleolíticas. Foi quando, pela primeira vez, comecei a ter um olhar científico mais claro e com melhor embasamento de como nossas espécies evoluíram e quais alimentos nos salvaram da extinção. Foi um momento de “aha”e me fez muito sentido. 

Meu pai, Romeu, e meu irmão, Romeu, tem uma longa história de projetos com tribos indígenas na Amazônia até hoje. Meu fascínio pela vida selvagem e pelos hábitos indígenas tradicionais sempre esteve presente em mim desde criança. Quando eu era pequena, eu ficava fascinada com os presentes que meu pai trazia das tribos indígenas da Amazônia. Eu cuidava desses presentes como um tesouro e imaginava quem os havia feito e como essa pessoas viviam.

Sou grata que o interesse pela vida selvagem e culturas indígenas que herdei do meu pai nunca me deixou. Depois, isso se transformou na vontade de saber como foi a evolução da espécie humana, e por que as nossa relação com a comida foi mudando. Esse legado do meu pai fez um círculo completo até a minha vida profissional.

O Mergulho e Encontrando Chris Kresser

Ficou claro que parte da minha missão é ajudar as pessoas que desejam remover o excesso de inflamação de seus corpos; e ajudar quem gostaria de retornar para uma dieta e estilo de vida mais simples, semelhante aos nossos antepassados.

Para isso, eu sabia que eu teria que mergulhar por inteiro, para que eu me tornasse melhor equipada para responder perguntas e orientar os outros sobre o processo de diminuição da inflamação.

Em 2011, depois de entender mais claramente o que o corpo humano é desenhado para consumir como alimento, mudei para uma dieta mais baixa em carboidratos, com base em um modelo ancestral.

Depois de estar na lista de espera por um ano e meio, em 2013 eu tornei-me paciente do meu médico atual Chris Kresser. Ele tem me ajudado imensamente a aprofundar minha compreensão sobre o microbioma intestinal, o “exposome” e centralidade que eles têm na saúde humana.

Hoje em dia me sinto mais forte do que nunca, mesmo tendo sido diagnosticada com condições autoimunes geradas por mutações genéticas. Posso dizer que consegui desligar essas mutações e estou livre de sintomas, se eu seguir dicas simples que aprendi ouvindo meu corpo, e as oriientações de Chris e sua equipe.

Em retrospectiva, quando olho para o modo como eu cuidei e não cuidei do meu corpo, é um dos melhores materiais de aprendizado que tive. Fico grata por ter retrocedido processos patológicos e transformar essa experiência em uma ferramenta para me conhecer e para ajudar pessoas.

A Despedida do Personal Training Convencional

Minha estudo em biologia evolutiva e comunidades paleolíticas também teve o maior impacto sobre como eu treinava e trabalhava como Personal Trainer. Depois de trabalhar com o modelo convencional de treinamento e nutrição esportiva por 9 anos, eu sentia lá no fundo que eu não estava tomando tempo para fazer a lição de casa que eu precisava fazer.

Eu via uma lacuna enorme na abordagem de Personal Training convencional. A cultura estabelecida era a de dependência das sessões de exercicios na academia. Isso parecia ser aceito por todos como a unica opção.

Meus clientes eram dependentes de sessões de exercícios intensas e freqüentes para obter os resultados que queríamos. O exercício freqüente e excessivo era usado como antídoto para uma dieta e estilo de vida repleto de gatilhos e agentes inflamatórios. Ao longo do tempo, este antídoto se tornava cada vez menos efetivo e, às vezes, causava até maiores danos.

Foi então que comecei a estudar as formas como os nossos antepassados e movimentavam durante o dia, e como isso, combinado com um modelo ancestral de dieta, criava a sinergia que gerava uma composição corporal mais ideal. Tudo "clicou" no seu lugar! Alguns amigos, bem como meu próprio corpo, provaram isso verdadeiro. Foi uma descoberta aliviante e bem energizante!

Então, havia chegado a hora de olhar para trás e estar disponível para ajudar aqueles que estavam cronicamente imersos em formas menos naturais de se exercitar, e que procuravam uma mudança, assim como eu havia procurado e encontrado!

Obtendo Credenciais Especializadas

Quando obtive minhas credenciais em Functional Diagnostic Nutrition, fui autorizada a prescrever e interpretar testes laboratoriais para meus clientes e uma nova perspectiva se abriu. Consegui ver os mecanismos por trás dos sintomas, através da ótica que ganhei dos hormônios e outros marcadores funcionais. Isso levou a personalização que eu oferecia aos meus clientes para um nível muito mais holístico e realista.

Desde então, sigo minha paixão de estudar e compreender melhor a periodização da nutrição esportiva por uma abordagem evolutiva. Levando em consideração os hormônios, nosso microbioma intestinal, o eixo do intestino-cérebro e uma melhor habilidade para gerenciar as doenças autoimunes.

Em 2016, fui aceita para participar do treinamento que Chris oferece para profissionais em Medicina Funcional e Evolutiva, o programa ADAPT. Este treinamento foi uma oportunidade incrível e super-prática de estar em contato com um pequeno grupo de Médicos e praticantes de Medicina Funcional, e realmente elevou o padrão de como eu abordo cada caso. 

No Final De Cada Dia, Como a Ciência Ajuda?

Eu pratico uma abordagem personalizada e livre de fórmulas com os nossos clientes. Por causa da nautreza do trabalho com saúde, agendo tempo semanalmente somente para estudar e buscar atualização. Isso me ajuda tambem a manter minha liberdade de voltar atrás e oferecer aos clientes o conhecimento mais atualizado possível.

Por mais que pareça difícil voltar na minha palavra, sempre o farei quando uma atualização legítima da ciência ocorre. Este compromisso é o pré-requisito do respeito por mim e por nossos clientes.

Na minha opinião, a ciência autêntica é a que nos ajuda a descobrir a nossa verdadeira natureza para que possamos retornar a ela; compreender a nossa evolução e, se tudo der muito certo, conseguir ter uma vida mais simples e mais feliz.

O ponto central para mim é: se o resultado final de ter um certo conhecimento ajudará a trazer maior alegria para nossas vidas e se nos ajudará a viver plenamente nossos sonhos.

Os êxitos são bons, mas sinto-me grata também pelas falhas, e o que elas me ensinam ao longo do caminho.

Sinto essa convergência da sensação boa de acompanhar as pessoas com transparência nas suas jornadas até uma saúde melhor, com a minha felicidade pessoal.

Não há nada que se compara à gratidão de ajudar alguém a ter sucesso, atingir seus objetivos, se sentir energizado sem estimulantes, voltar a mover seus corpos com leveza e vitalidade, ter um sono profundo e regenerativo. 

Josiane e Gratidão

Finalmente, para falar sobre mim, também devo falar sobre Josiane Giaretta, minha parceira de vida e de trabalho. Nosso encontro aconteceu com uma grande sincronia, já que estávamos ambas no momento de alinhar nossos trabalhos com aquilo que realmente gostamos de fazer.

Entre tantos presentes, ela significa uma revolução na maneira como eu me relaciono com ingredientes na cozinha. Desde que nos encontramos, para o grande alívio de todos os meus amigos e familiares, minhas habilidades e criatividade culinária melhoraram bastante! Agradeço a ela todos os dias pela inspiração que ela traz no meu coração, e pela paixão comum que temos pela exaltação de ingredientes simples. Agradeço também por ela nunca ter levado minha "Perspectiva Paleolítica" como restritiva, mas sim como uma oportunidade para crescer e criar. Obrigada Jo!

Agradeço a todos os professores e mentores que tive ao longo do caminho, aqueles que confiaram e foram pacientes comigo, e especialmente o maior de todos, meu próprio corpo, que mostrou tanta paciência e resiliência, mesmo quando não estava escutando.

Obrigada novamente pela visita!

Que sua jornada com seu corpo seja cheia de realizações, alegria e diversão!

Bem-vindos ao nosso site!

Laura

 

Josiane Giaretta, nutricionista, Pós-graduação em Gastronomia, Especializada em Gastronomia Funcional.

Volte em breve para a biografia de Josiane!